sábado, 16 de maio de 2020

Bolachas crocantes com claras


























Quem gosta de culinária sabe que as claras de ovo não fazem parte da lista de ingredientes de muitas receitas, que contemplam apenas a gema do ovo. O que fazer com esse excedente de claras? Pois bem, podemos congelá-las, para uso no futuro, ou usá-las de imediato em iguarias tão deliciosas como a que partilho hoje. 

A espessura fina e a textura crocante destas bolachas, aliada à facilidade da sua execução, tornam-nas irresistíveis! Partilho, de seguida, a receita para quem quiser experimentar e confirmar!


Ingredientes:
1 chávena (de chá) de claras
2 chávenas (de chá) de açúcar
2 chávenas (de chá) de farinha
1 colher (de café) de canela em pó
1 chávena (de chá) de manteiga

Preparação:
Misturar muito bem as claras, sem as bater, com o açúcar. Juntar a farinha , a canela e, de seguida, a manteiga derretida, à temperatura ambiente. Mexer tudo muito bem e deixar repousar no frigorífico durante cerca de 30 minutos.
Ligue o forno a 180ºC. Espalhe pequenas porções de massa, bem espaçadas (pois aumentam bastante a sua largura), sobre um tabuleiro forrado com papel vegetal. 



Cozer as bolachas até ficarem douradas nos bordos.
Remover as bolachas do forno e deixar arrefecer um pouco, para as retirar facilmente do tabuleiro. As bolachas ficam crocantes depois de arrefecerem.


quinta-feira, 7 de maio de 2020

Moldura pirogravada


A pirogravura é uma técnica incrível que permite personalizar peças de madeira como a que partilho hoje. A pedido de uma amiga, pirogravei o nome do seu filho nesta moldura e fui desafiada a gravar também uma figura com particular simbolismo para ele... um lobo. Após escolha dos elementos a pirogravar, aqui fica o resultado, que me agradou muito!

sexta-feira, 1 de maio de 2020

As minhas maias em 2020



Independentemente da sua origem, "as maias" (ou "os maios") são uma tradição antiga que embeleza as portas das casas durante o mês de Maio. Apesar da fase difícil de confinamento social que vivemos, devido ao novo coronavírus, fiz questão de alegrar a nossa porta recorrendo a materiais que temos em casa.

Comecei por criar uma circunferência em tecido, enformada por algum enchimento... uma alternativa mais ecológica às bases de esferovite!



Com um ponto básico de crochet, envolvi toda a base com trapilho (fio de malha) branco e cinza claro.












Como entendi que não deveria sair de casa para colher as giestas, que tanto aprecio nesta decoração, desta vez usei flores artificiais. Com estas flores a coroa facilmente irá manter-se intacta ao longo de todo o mês, sendo que as mesmas poderão, posteriormente, ser reutilizadas.



A decoração da coroa foi terminada com um laço simples, de trapilho branco.

domingo, 26 de abril de 2020

Brownie de chocolate




Brownie de chocolate é um irresistível bolo de chocolate húmido muito apreciado por todo o mundo. A receita que partilho foi um sucesso desde a primeira vez em que nos foi apresentada, pela minha querida afilhada! A sua presença é sempre muito apreciada em piqueniques, aniversários e outras festas, mas também é ótimo para, simplesmente, acompanhar um chá. 

A receita foi encontrada num livro da "Popota", embora tenha sofrido ligeiros ajustes.

Ingredientes:
175g de chocolate negro derretido (uso de culinária)
100g de pepitas de chocolate negro (uso o que resta da tablete de chocolate negro, partido em pedacinhos)
350g de açúcar mascavado brown (uso açúcar branco)
100g de farinha tipo 55 + 2 colheres (de chá) de fermento (uso 100g de farinha já com fermento)
4 ovos (inteiros)
250g de manteiga sem sal derretida (uso manteiga de culinária)
100g de miolo de noz ligeiramente picado (facultativo)


Preparação:
Pré-aquecer o forno a 160ºC.
Untar bem uma forma retangular com um pouco de manteiga e cobrir o fundo com papel vegetal (uso uma forma de alumínio quadrada com medida aproximada de 30x30cm).
Numa taça mexer bem os ovos inteiros com o açúcar até obter uma consistência suave. Juntar a manteiga e o chocolate derretidos e mexer bem.
Adicionar a farinha e o fermento (ou só farinha com fermento), previamente peneirados, à mistura do chocolate e mexer bem.
Espalhar o preparado no tabuleiro.
Por último, distribuir as nozes (se desejar) e as pepitas de chocolate sobre o preparado. 
Colocar no forno durante 30-40 min. Retirar do forno depois de verificar se o centro está cozido.


Deixar arrefecer cerca de 2-3 horas à temperatura ambiente.
Retirar da forma e cortar (com cuidado) aos quadrados do tamanho que desejar. 









































Sugestão: servir polvilhado com açúcar em pó ou com gelado de baunilha!

sábado, 18 de abril de 2020

Bolo do meu aniversário em 2020

Ontem completei mais um ano de vida. Foi um aniversário diferente, pelo confinamento a que o estado de emergência obriga, mas não quisemos deixar passar a data em branco. E como não há aniversário sem bolo, decidimos fazer um recorrendo a alguns ingredientes que encontrámos por casa. A escolha foi feita pelos mais pequenos, e mais gulosos.

Começámos por fazer um bolo mármore (sabor a chocolate e sabor a baunilha). Depois de pronto e arrefecido cobrimos o bolo com chocolate de leite derretido. Adicionámos bolachas tipo Oreo trituradas e por fim umas bolachas em forma de argolas com cobertura de chocolate branco. Por fim, os miúdos quiseram escrever "MÃE" e terminar com um coração, desenhados com amêndoas palitadas.

Sem qualquer planeamento prévio, a decoração do bolo surpreendeu-me imenso por me lembrar elementos da natureza, que eu tanto gosto: terra e pedras. Por esse motivo decidi adicionar uma "planta", recorrendo a hortelã fresca!

segunda-feira, 13 de abril de 2020

Coelhinho feito com toalha






























Uma toalha, um elástico e alguma criatividade... é tudo o que é necessário para fazer um coelhinho simpático com crianças. Na semana, que antecedeu a Páscoa, decidimos criar coelhinhos para guardar ovinhos decorados ou ovinhos de chocolate. Cada um dos miúdos escolheu os materiais que queria usar. Na internet encontram-se imensos tutoriais, com coelhos de várias formas. No entanto, decidi partilhar esta técnica porque pode ser usada uma toalha retangular, que é o formato mais comum nas nossas casas:



Depois de obtermos o corpo do coelhinho adicionámos o rabinho, o nariz, os olhos e outros adereços da nossa preferência. 









Como apenas tínhamos dois pares de olhos disponíveis, decidimos criar o terceiro par. Cada olho foi feito com um invólucro de comprimido e um pequeno círculo preto, uma técnica genial que encontrei na internet, que permite reutilizar materiais para criar olhos "que se movem", em casa. Os olhos também podem ser feitos, com botões, por exemplo.


























Orgulhosos das suas criações, os miúdos usaram os seus coelhinhos para guardar os seus ovinhos de Páscoa!


domingo, 12 de abril de 2020

Boa Páscoa 2020!



























Para lembrar a Ressurreição de Cristo, o tom roxo da cruz que usei para a Semana Santa deu lugar aos tons branco e amarelo.
Num ano em que a nossa vida está tão alterada com a pandemia causada pelo coronavirus e o isolamento social tornou-se imperativo e essencial, temos de manter a força e a confiança, que tudo vai correr bem!
Boa Páscoa e saúde para todos!


quarta-feira, 8 de abril de 2020

Cruz para Semana Santa 2020





Quatro paus, um cordão, um lenço e três pequenas flores artificiais constituíram os materiais necessários para criar uma cruz com o simbolismo da Semana Santa.
À semelhança de tantos outros cristãos, confinados às nossas casas devido à pandemia global causada pelo Covid-19, decidimos colocar esta cruz na porta da nossa casa para que esta celebração não seja esquecida!



























Boa Páscoa para todos!

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Pipocas doces (como no cinema!)



 Esta é a receita perfeita para todos quantos são amantes de pipocas doces, douradas e crocantes, tais como as do cinema! Encontrei-a na internet, num comentário anónimo, e é descrita pelo seu autor, a quem agradeço desde já, como "receita infalível para pipocas caramelizadas". Experimentei, repeti vezes sem conta e confirmo, a receita é mesmo infalível!

E quem provou... adorou!
























Ingredientes:

4 colheres (sopa) de milho
4 colheres (sopa) de água
4 colheres (sopa) de açúcar
3 colheres (sopa) de óleo


Preparação:

Colocar todos os ingredientes numa panela. Levar ao lume, mexendo sempre. Quando começar a ferver, reduzir para lume brando e manter a panela tapada.

Quando o milho começar a estalar é importante ir agitando as pipocas, para não queimarem. Para isso, mantendo sempre a panela tapada, levantar um pouco a panela do fogão, agitá-la por uns segundos e pousá-la de novo ao lume (sempre brando). Para evitar queimaduras, é muito importante não levantar a tampa da panela enquanto o milho está a estalar!!

Quando deixar de ouvir o milho a estalar, desligue o fogão e coloque as pipocas noutro recipiente.
Deixar arrefecer um pouco e estão prontas!































sexta-feira, 20 de março de 2020

Vestido, bolero e sapatinhos de crochet

Recentemente descobri as fotos deste conjunto que fiz para oferecer à filha de uns amigos, há uns bons anos atrás.
O conjunto, composto por vestido, bolero e sapatinhos, foi tecido com a tradicional técnica de crochet, com lã cinza e lã cor de rosa.

Comecei por fazer o vestido, de acordo com um esquema que encontrei na internet (estou disponível para ajudar na sua interpretação!).






































Os sapatinhos e o bolero foram criados por mim, recorrendo aos mesmos pontos que usei no vestido.


















O resultado agradou-me imenso! 
Fiquei muito feliz por ter encontrado estas fotos para poder partilhar!









































Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...